Arquivo de tag gasolina aditivada

Dicas de como escolher com qual combustível abastecer seu automóvel

Dicas de como escolher com qual combustível abastecer seu automóvel

Uma grande dúvida de muitos motoristas em relação ao combustível é com qual abastecer. Alguns alternam entre as opções oferecidas pelo mercado, outros não. Mas então, qual é o melhor jeito de deixar seu veículo protegido?

Especialistas da área afirmam que se a opção for a gasolina aditivada, o ideal é permanecer abastecendo com ela.

Tradicionalmente é recomendado o uso do combustível aditivado para limpar os bicos da injeção eletrônica do veículo, e só. Mas na realidade o uso contínuo desse tipo de combustível garante que seu veículo estará sempre protegido e manterá os itens do sistema de combustão sempre limpos. Independente se o modelo do automóvel é dos mais novos ou não, com ou sem injeção eletrônica.

Claro, não se esqueça de abastecer em locais confiáveis, independente de ser aditivada ou não, esse detalhe requer atenção para evitar prejuízos futuros.

Mas a gasolina aditivada é mais cara, certo? Depende do ponto de vista, se você, motorista, considerar que está pagando alguns centavos a mais por litro, porém está garantindo um combustível de qualidade que não vai deixar resíduos, o que pode contribuir para a diminuição do fluxo de combustível nos bicos injetores (ou gicleurs, nos carburadores), e assim prejudicar o bom funcionamento do motor, não será mais cara. Será um investimento pela conservação do seu patrimônio.

Sempre que abastecemos com o combustível comum deixamos o motor desprotegido e a sujeira com caminho livre para entrar.

Mas quem nunca usou combustível aditivado, vá com calma, num primeiro momento o ideal é colocar meio a meio, e observar como o carro vai responder. Nas semanas seguintes vá aumentando a porcentagem da aditivada, até que a mesma seja 100%. Dessa forma você garante que toda a sujeira já saiu sem provocar entupimentos.

De acordo com o Coordenador de Combustíveis na Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, Gilberto Pose, esse tempo de transição é de percepção do próprio motorista de acordo com o modo de uso do veículo. Pode levar quantas semanas forem necessárias.

Fonte: Carrozero.org

Por Vivian Schetini

combustivel Dicas de como escolher com qual combustível abastecer seu automóvel

error: Content is protected !!