Arquivo de tag roteiro

Viajar de carro: dicas para aproveitar bem o roteiro

Viajar de carro: dicas para aproveitar bem o roteiro

Como os viajantes experientes preparam uma trilha segura e sem dor de cabeça

“Aventura está lá fora”. Esse é o lema que resume o filme Up – Altas Aventuras, da Disney, mas representa muito bem a vida do casal Belén e Celso Macedo, de São Paulo. Casados há 28 anos, eles fizeram a primeira trilha de carro juntos durante a lua de mel. “Desembarcamos em Salvador e fomos até Natal, parando em cidades e praias durante um mês”, conta Belém.
Mesmo com a chegada dos dois filhos, as aventuras continuaram. “Quando eles tinham entre sete e nove anos fomos para Goiás e visitamos várias cidades”, diz Belén. “Hoje, uma vez por ano a família se reúne e viajamos juntos. De carro, claro”. A paixão é tanta que o filho mais velho é corredor de rally profissional.

>> Roteiros pelo Brasil que podem ser feitos de carro

Apesar de adorar uma aventura, os cuidados do casal para que nada dê errado começam muito antes da viagem. Se a rota for feita com crianças, a atenção deve ser redobrada. “Nunca é possível adivinhar onde o carro vai quebrar ou onde teremos de parar. Quando isso acontece, é melhor estar preparada”, diz Belén.

Confira a seguir as dicas de Belén e de especialistas em trilhas e expedições:

É preciso ter um carro 4×4 para fazer trilhas? 

Não. Para quem quer fazer trilhas e rotas que não sejam radicais, apenas para conhecer novas cidades, não há um carro que seja melhor ou pior. Mas é preciso levar em consideração alguns pontos.

• Veja se o tamanho do carro não será um problema. Se você está viajando com amigos ou em família, o ideal é um carro que acomode de modo confortável todo mundo.

• Carros 1.0 não são recomendados para trilhas muito longas ou quando o número de passageiros é maior que dois. Quando o carro fica pesado, há uma diminuição na força e potência, o que pode levar o motorista a ficar inseguro.

• Para trilhas mais radicais, com trechos de lama, areia ou buracos, é aconselhável ter um 4×4. Ou então carros com suspensão mais alta, como o Cross Fox, Palio Adventure, Eco Sport e o Renault Duster.

>> A estação das viagens

Que itens são essenciais no porta-malas?
Ferramentas, kits e comida são indispensáveis. Especialistas em rotas dizem que mesmo munidos de celular e GPS, a melhor garantia de navegação segura é o mapa.

• Lanterna
• Carregador de celular para carro
• Mapas (local e de estradas)
• Troca de roupas
• Ferramentas (macaco/hi-lift, compressor, cabo de bateria, fusível, adesivo para colar pneu, chave de roda)
• Água e comida
• Colchonete de acampamento
• Kit primeiro socorros (par de luvas, máscara, tesoura, pinça, protetor solar, repelente, esparadrapo, gaze, band-aid, spray antisséptico, termômetro, analgésico, anti-inflamatório, bolsa de gelo, purificador de água)

O que é preciso preparar antes de começar a viagem?
Detalhes pequenos que às vezes passam despercebidos podem fazer toda a diferença durante a viagem.

• Faça uma revisão no carro.
• Verifique o nível do óleo, se o pneu está calibrado, confira se seu estepe está em dia, e cheque  a água do para-brisa. Motoristas passam por situações perigosas em estradas de terra por esquecer desse detalhe.
• Estude bem os pontos que ligam uma cidade a outra e encha o tanque caso não tenha nenhum posto no caminho.
• Escolha roupas leves e tênis ou botas para caminhada.
• Para os viajantes que desejam fazer trilhas exaustivas, é recomendado um bom preparo físico.
• Ligue para seu plano de saúde e se informe sobre o alcance e as limitações dele.

Se o carro quebrar no meio da viagem, meu seguro cobre?
Caso ocorram imprevistos, é melhor está preparado.

• Se o seu carro for um 4×2 é preciso lembrar que os seguros indenizam apenas danos causados por terceiros. Estragos causados por situações em que o carro não está apto a trafegar (rios, areia, lama) não são cobertas.
• Em carros 4×4, a situação muda. As chances de o seguro cobrir danos causados por condições adversas são maiores, uma vez que o carro é adaptado para enfrentar situações mais difíceis que apenas asfalto.
• Preste atenção: todos os seguros têm cobertura nacional, mas vale a pena ligar e confirmar. Nos planos que incluem cobertura com guinchos, verifique o limite de quilometragem entre dois pontos (até 50 quilômetros, por exemplo). É possível comprar planos a parte que estendem esse limite.

Meu celular vai funcionar em outras cidades e regiões?
• Entre em contato com a companhia de seu celular e pergunte sobre pacotes e planos que expandem o alcance de sua rede por determinado tempo, evitando assim, custos extras com DDD.  É importante, porém, checar se há um tempo mínimo de contrato.

Crianças podem fazer trilhas de carro?
Sim. Use os passeios e a experiência para manter a família mais unida. “Sempre inventávamos algo para que nossos filhos não passassem a viagem inteira presos no videogame”, conta Belén. Algumas dicas:

• Invente jogos e brincadeiras. “Para mantê-los animados, fazíamos um rodízio de quem seria o co-piloto da vez”, exemplifica Belén.
• Introduza a criança a novas culturas. “A cada nova cidade  incentivávamos as crianças a experimentar comidas. Também contávamos sobre a cultura da região”, diz.
• Menores de 10 anos não devem andar no banco da frente, por motivos de segurança. Crianças menores de oito anos devem ficar em cadeirinhas especiais no banco de trás.

Oito coisas que ninguém te conta, mas que fazem a diferença em viagens de carro:

• Alguns lugares – principalmente cidades pequenas – não têm caixas eletrônicos. É bom ter dinheiro para eventualidades.
• Em época de safra, o ideal é almoçar cedo, por volta das 11h00 da manhã. Você vai dirigir enquanto os caminhões param, e vai aproveitar muito mais a viagem.
• Quando em dúvida, siga os outros: na estrada, restaurantes cheios quase sempre são sinal de boa comida.
• Caminhoneiros podem ser bons companheiros. Eles geralmente têm famílias, e pensando nisso, costumam ajudar viajantes.
• Nunca revele seu destino ou suas paradas para estranhos.
• Quando for pagar o combustível, leve o cartão de crédito nas mãos.
• Um espaço entre o carro da frente pode evitar prejuízos e acidentes. Se o veículo da frente desviar, na última hora, de um buraco, talvez você não consiga fazer o mesmo. Muitos motoristas estouram pneus por conta disso.
• Quando for parar para abastecer, verifique se as tampas estão bem fechadas. Não é raro que o frentista verifique o óleo, ou outros setores, e deixe as tampas frouxas.
• Verifique a programação de cada cidade e lembre-se: no Brasil, os museus não abrem de segunda-feira.

Fonte: Época

error: Content is protected !!